Automação de marketing impulsiona a venda do e-commerce no primeiro semestre de 2024 – Abcomm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico
Carregando...
NotíciasVENDAS

Automação de marketing impulsiona a venda do e-commerce no primeiro semestre de 2024

Automação de marketing impulsiona a venda do e-commerce no primeiro semestre de 2024

O ano de 2024 abriga grandes expectativas para o e-commerce brasileiro. Projeções da ABComm Forecast apontam que as lojas virtuais devem faturar mais de 200 bilhões de reais de janeiro a dezembro, com um ticket médio de quase 500 reais e mais de 90 milhões de compradores virtuais.

Grande parte desse lucro vem de datas comemorativas, responsáveis por movimentar o comércio eletrônico ao longo dos meses. As compras para o almoço de Páscoa, os presentes de Dia das Mães e os mimos do Dia dos Namorados se destacaram no primeiro semestre de 2024 como os principais pontos de consumo dos compradores virtuais. 

Nestes mesmos pontos, os cenários de automação de marketing brilham ainda mais do que nos dias comuns. O disparo de newsletters, a recomendação de produtos e a recuperação de carrinhos abandonados são algumas das funcionalidades que garantem cifrões extras para os e-commerces brasileiros. 

O uso de e-mail marketing personalizado conquistou espaço cativo nas operações das lojas virtuais. Há como comprovar os resultados colhidos por essa mudança: um relatório da Kinsta revelou que a taxa de cliques de campanhas segmentadas é, em média, 100,95% maior do que a de campanhas não segmentadas​. 

O consumidor moderno urge por uma comunicação que, literalmente, converse com ele, demonstre genuína compreensão de suas necessidades e interesses. Mais uma vez, a automação de marketing se mostra preparada para cumprir essa missão. 

“Observamos que essa estratégia gera pertencimento, confiança e uma ótima experiência do cliente final com a marca.”, comenta Bruna Manso, especialista de relacionamento da empresa edrone. 

De origem polonesa, a edrone abriu uma filial no Brasil em 2022. De lá para cá, a ferramenta de CRM e automação de marketing faz parte das operações de mais de 300 lojas virtuais no país, hospedadas em diferentes plataformas de e-commerce. O disparo de newsletters e de campanhas de e-mail marketing faz sucesso entre os clientes da startup. 

O Dia das Mães é um exemplo que merece destaque. A marca de calçados Sarah Chofakian apostou nas mensagens via WhatApp e e-mail para promover uma campanha de cashback em dobro, na semana do Dia das Mães. Mais de 228 clientes receberam a mensagem no celular, com uma taxa de abertura de 58%. A loja conquistou uma receita de mais de 17 mil reais em vendas diretas por e-mail. Com apenas duas newsletters, sete mil clientes foram impactados, atingindo uma taxa de conversão de 9%.

“Sabemos que nossas clientes são mulheres contemporâneas que vivem num mundo rápido e precisam de conforto, utilidade, leveza, praticidade e estilo. Assim concebemos nossos sapatos, e agora buscamos levar essa missão para a comunicação com os consumidores, facilitando a compra, que pode ser feita de qualquer lugar, em poucos cliques, com vantagens para consumidores fiéis”, explica Luiz Benine Netto, Diretor de operações e sócio da Sarah Chofakian.

O Dia dos Namorados também rendeu cifrões extras para os e-commerces que abraçaram a automação de marketing. O vasto catálogo de espartilhos, bodys, calcinhas e sutiãs da loja Loula fez sucesso entre os apaixonados. 

Durante o período de 30 dias que antecede a data, momento de pico da compra de presentes, o e-commerce viu seu lucro total subir mais de 139%. Uma parte significativa da receita foi conquistada com uma série de newsletters enviadas desde a metade de maio, todas dedicadas à comemoração. As compras feitas a partir dos e-mails renderam mais de 16 mil reais para a marca, um aumento de 77% no lucro gerado pelos disparos em comparação ao período anterior. 

“O Dia dos Namorados é o período mais importante para o nosso nicho de mercado e, sabendo disso, montamos uma estratégia massiva de disparos de newsletter informativas e promocionais, o que se mostrou bastante efetivo. Junto a essa estratégia, jogamos em nosso funil de venda muitos clientes para conversão de carrinho, contando que a automação de carrinho que temos junto a edrone pudesse ajudar a converter um número importante de vendas. O aumento da conversão foi impressionante”, compartilha Victor Esquisato, sócio-fundador da Loula.

A Banca do Ramon, empório virtual dedicado às comidas e bebidas de mais requinte, colheu bons frutos da árvore da automação de marketing na Páscoa e no Dia dos Namorados. Para a Páscoa, a loja planejou uma ação específica utilizando os fluxos customizados da edrone para segmentar e personalizar a comunicação de ofertas dos produtos mais procurados nessa época do ano: azeite, azeitona, vinhos e bacalhau. 

“Dentre as ações planejadas, personalizamos as comunicações que iriam apenas para os clientes da cidade de São Paulo, podendo mostrar o benefício da entrega em até 24 horas. Bem como mensagens de pós-venda específicas para vinhos com dicas de harmonização de sabores e até mesmo como se livrar das manchas de vinho na roupa”, conta Suelen Pereira, analista de customer success na edrone.

O resultado foi um aumento de 102% no faturamento de março, em relação ao mês anterior, com o dobro de negócios impactados pelos e-mails automatizados, dobrando também o número de pedidos no período. 

O resultado positivo levou a Banca do Ramon a fazer um novo disparo de newsletters, dessa vez dedicado ao Dia dos Namorados, com ofertas de kits com quitutes premium como queijos, chocolates e vinhos e 30% da receita do período foi impactada pelos e-mails.

“A campanha mostra o impacto positivo das nossas estratégias de e-mail marketing. Esses resultados não apenas confirmam o sucesso das edições temáticas, mas também destacam nosso planejamento de engajar e converter clientes em momentos oportunos e emocionalmente significativos”, comenta Marisa Walsick, analista de marketing digital na Sanders Digital, agência de marketing responsável pela Banca do Ramon. 

A tendência é que o uso de ferramentas de automação de marketing se torne uma regra nas operações dos e-commerces brasileiros. A 6ª edição do estudo “Transformação Digital no Varejo Brasileiro” realizado pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) revela que 48% das empresas varejistas pretendem investir mais em transformação digital, indicando um novo padrão de comportamento de venda e compra: são mudanças que contemplam as lojas virtuais e os consumidores também. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + 2 =