Carregando...
Logística no e-commerce

Como gerenciar entregas em zona de restrições e riscos é tema de debate no Intelipost Connection

Como gerenciar entregas em zona de restrições e riscos é tema de debate no Intelipost Connection

Painel destacou principais desafios de abastecimentos e atendimento à grandes comunidades do Brasil

O Intelipost Connection, evento que aconteceu nesta terça, 18, no Bourbon Convention Ibirapuera Hotel em São Paulo, voltado ao mercado de e-commerce e varejo, é uma aposta para integrar os maiores embarcadores do mercado. O evento é responsável por promover o compartilhamento das principais tendências sobre entregas e operações de e-commerce, cross border e omnichannel, além das últimas inovações tecnológicas focadas em logística.

Durante a conferência, um dos temas abordados foi: “Como gerenciar entregas em zona de restrições/riscos?” que apresentou os principais desafios de abastecimentos e atendimento à grandes regiões demográficas e de grande população, como é o caso das favelas e grandes comunidades do Brasil

A partir de uma análise apresentada por André Duarte, professor e pesquisador do Insper, 22% da população das grandes cidades vivem em favelas, o que representa 13 milhões de pessoas que movimentam aproximadamente 23 bilhões por ano, rendimento de consumo que está em crescimento constante, acima da média.

“O grande desafio para as empresas é entender o que pode ser atraído como uma oportunidade, e isso não só para contemplar essa população, mas permitir que eles consumam ainda mais”, comenta.

André diz que, para contemplar esse público, é importante compreender essa realidade observando não só as características dos produtos mas, que as comunidades têm diferentes perfis. Um dos pontos primordiais é trabalhar com entregadores locais, desenvolver pontos de entregas e manter um bom relacionamento, respeitando os horários e a discrição da entrega.

O estudo apresentado identificou ainda que, o valor do frete é maior nessa comunidade e o prazo de entrega chega a ser até cinco dias depois de um frete convencional. “Nosso trabalho é desenvolver pesquisas e práticas para melhorar o desempenho desse serviço”, explica.

Já Flávio Amaral, Supply Chain de Operações Logísticas da Natura, revela que a empresa realiza aproximadamente 17 milhões de entregas por ano em zonas de risco e que, para isso, buscou parcerias dentro das comunidades como o objetivo de tornar suas entregas mais efetivas, o que além de melhorar a qualidade do serviço, reduziu custos e o número de sinistros.

“O crescimento de entregas em grandes comunidades é uma constante dentro do nosso modelo de negócio. Temos um crescimento efetivo e compreender que essa entrada é um processo diferenciado são pontos fundamentais para conquistar novos clientes”, fala.

Mediado por Paulo Oliveira, fundador da Scambo Consultoria, o debate destacou novas medidas para driblar a restrição dos serviços nas comunidades e que cada uma das comunidades têm sua particularidade e esclareceu as dúvidas da plateia sobre fatores determinantes para mudar essa realidade.

“Se aproximar das pessoas é sem dúvida alguma o primeiro passo para conquistar um bom trabalho. Quando existe um engajamento da Comunidade em atender a nossa proposta, isso nos ajuda a  atendê-los melhor”, conclui Amaral.

Sobre a Intelipost

Líder no segmento de tecnologia para gestão de transporte na cloud, integra, de maneira inteligente, embarcadores e transportadoras, proporcionando uma visão completa das entregas, gerando uma média de mais de 300 milhões de cálculos de frete ao mês.

Entre as suas soluções, destacam-se as de cálculo de frete, gestão de despacho, rastreamento de entregas, auditoria de faturas e reembolso dos Correios, além de oferecer também ferramentas de business intelligence e serviços de consultoria em logística.

Por Lucas Nascimento
lucas@viniciuscordoni.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 3 =