0 Shares 613 Views

Digitalize-me em Porto Alegre: confira a cobertura completa do evento

Notícias out 11, 2017
0 614

A quarta edição do Digitalize-me em Porto Alegre foi realizada ontem, no Centro de Eventos da FIERGS. Cumprindo a promessa, o maior evento de e-commerce do RS trouxe as maiores tendências do mercado online, tratando diferentes assuntos relacionados ao universo das lojas virtuais e ao marketing digital. Com um público de aproximadamente 300 pessoas, o Digitalize-me reuniu palestrantes de segmentos diversificados para ensinar ao participantes o que há de mais inovador na internet quando se trata de vendas.

Na abertura do evento, Mauricio Cardoso, diretor da Abcomm no RS – associação responsável pela organização do Digitalize-me – deu as boas-vindas ao público, ressaltando o compromisso da instituição em fomentar o e-commerce no Brasil. Mauricio aproveitou para comentar estatísticas favoráveis ao e-commerce brasileiro. “Nos últimos 10 anos, o mercado cresceu mais de 10% em todos os anos. Na verdade, até o ano passado, o crescimento registrado ano a ano era em torno de 20%, mesmo com a economia estagnada”, justificou o representante.

Ele chamou ao palco Cristiano Chaussard, diretor regional da Abcomm em Santa Catarina, que abordou brevemente a participação do estado catarinense no mercado online. “Apesar de representar apenas 2% do e-commerce em todo o cenário brasileiro, Santa Catarina possui grandes marcas”, lembrou Cristiano, citando exemplos como Tigre e Hering e incentivando o crescimento dos negócios.

Palestras do Digitalize-me 2017

Vale a pena entrar no marketplace?

A seguir, a primeira palestra do evento foi realizada por Christopher Neiverth, gerente de e-commerce da Pompeia. Há cerca de 8 anos atuando no varejo eletrônico, Christopher compartilhou dicas sobre como rentabilizar no marketplace. Movido pela pergunta “Vale a pena entrar no marketplace?”, o palestrante explicou a importância de entender bem o processo desse modelo de negócios antes de iniciar a jornada e colocá-la em prática. “O empreendedor que vende móveis não deve se inspirar em quem vende lente de contato, por exemplo”, pontuou Christopher, ressaltando que apenas quem está à frente do próprio pode decidir se vale a pena ou não apostar no marketplace. Além disso, o gerente da Pompeia também os benefícios e estratégias que podem fazer a diferença para quem vende nesse modelo.

Como Obter Melhores Resultados com E-mail Marketing

A próxima a trazer contribuições para o Digitalize-me foi Carolina Branchi, diretora de integrações da Dinamize. A palestra, intitulada em “Como Obter Melhores Resultados com E-mail Marketing”, foi aberta com uma panorama das razões para investir nessa ferramenta, desde as vantagens de segmentação até o fato do e-mail marketing ser uma das mídias com um dos melhores ROI do e-commerce. A partir disso, Carolina compartilhou como construir uma base opt-in e dicas da criação e disparo de e-mails, chamando a atenção para observações importantes: “A alta frequência de mensagens enviadas é a maior responsabilidade pelo descadastro da base”.

Estruturando uma operação de e-commerce: onde focar?

Na sequência, Eduardo de Oliveira, da F1 Soluções, falou sobre onde o empreendedor deve focar ao estruturar uma operação de e-commerce. O palestrante destacou seis práticas necessárias: conhecer bem o cliente; estruturar a operação; definir estratégias; gerar tráfego; questionar o sentido do negócio e por último, medir tudo. “O consumidor hoje é multicanal, e a empresa também precisa ser”, justificou Eduardo, lembrando que quem está no início desse processo leva vantagem por poder estudar bem como aproveitar essa oportunidade.

Experiência do cliente – A arte do possível

A experiência do cliente foi a próxima pauta comentada por Karen Valverde, da Oracle. Karen enfatizou a necessidade de analisar as pessoas e seu comportamento para entender as mudanças nos hábitos de consumo. Quem esteve presente no evento teve a possibilidade de refletir sobre a relevância de criar vínculos afetivos com o público  através do omnichannel. “Mesmo com as transformações, alguns fatores não mudam. A conversão na loja física é 15 vezes maior do que no ambiente online pois os consumidores são influenciados por cores, cheiros, vozes – elementos que funcionam como gatilhos para oferecer grandes experiências”, conclui Karen.

Case WebContinental

Cases também foram trazidos ao Digitalize-me. Em seguida, Rogerio Antoniazi, Diretor da WebContinental, contou ao público sua trajetória profissional até chegar ao comando de um dos maiores e-commerces do sul do país. Ainda pequeno, Rogerio compartilhou que começou vendendo pasteis em São José do Ouro, sua cidade natal. Também trabalhou consertando guarda-chuva, teve agência de turismo e sociedades em negócios de refrigeração. “Cheguei a investir em algumas plataformas que não deram certo, mas em 2007 a WebContinental foi montada e hoje, 10 anos depois, atingiu um grande crescimento e atua também como marketplace”, declarou orgulhoso Rogerio.

BigData Analytics – Case Multilaser e WebGlobal

Após um breve coffee break, Amanda Pliuschchick, da WebGlobal, abordou o uso do Big Data no monitoramento do mercado online, sublinhando como o grande volume de dados deve ser utilizado para ter insights valiosos. “Do que adianta ter muitas informações e não saber aplicar a sua gestão?”, questionou Amanda. A partir dessa ideia, Leonardo Castilho, da Multilaser subiu ao palco para compartilhar o case da empresa, mostrando como a WebGlobal contribuiu através de sua ferramenta para monitorar a concorrência e ajustar a política de preço praticada, ajudando no crescimento da Multilaser.

Como o mobile tem influenciado o comportamento digital

O mobile também teve espaço no evento. Felipe Soares, head de e-commerce da Colombo, falou sobre como os dispositivos móveis têm influenciado no comportamento digital. A apresentação de Filipe trouxe muitos dados valiosos sobre a atual representatividade do mobile: “Há mais de 168 milhões de smartphones no Brasil, e a expectativa é de que até o final de 2017 haja um smartphone em uso para cada habitante”, pontuou o gestor da Colombo, explicando que hoje o cliente sabe mais que o vendedor. “Fontes afirmam que 95%  das pessoas no Brasil usam o smartphone para pesquisar os produtos antes de irem às lojas”, alertou.

Conversão em pagamento

A conversão em pagamentos foi a pauta a seguir. Jéssica Lerin, da Mundipagg, trouxe um panorama sobre os fatores que influenciam na conversão, explorando um a um. “É preciso olhar cada meio de pagamento para entender a conversão das vendas, e não apenas de modo geral”, decretou. A partir dessa ideia, Jéssica explicou como o perfil do público, a plataforma, a cadeia de pagamento e o contexto econômico, entre outros fatores, são decisivos na conversão.

O poder do conteúdo

Já se aproximando do final do evento, Nalu Dorscheid, da Inncomun Marketing Digital, abordou o poder do conteúdo. Nalu traçou as diferenças do Inbound Marketing para a propaganda tradicional, pontuando quatro passos necessários para um planejamento eficiente: identificar o público; criar um cronograma; diversificar o conteúdo e monitorar os resultados. “A ideia do Inbound é atingir o cliente sem precisar fazer uma mídia específica, alcançando o público com materiais que despertem seu interesse”, declarou a diretora da Inncomun ao aproveitar para explicar como funciona um funil de Marketing e concluir que o Inbound não se limita à criação de e-books.

A excelência no atendimento do e-commerce

O último palestrante do Digitalize-me de Porto Alegre foi Rodrigo Maruxo, profissional experiente com sua própria consultoria e conhecido por apresentar “A Excelência no Atendimento do E-commerce”. A partir de observações das estratégias de comunicação e relacionamento da Disney com seu público, Maruxo refletiu sobre a relevância de investir na fidelização de clientes através das ferramentas digitais. “Excelência é exceder, fazer além,  e é preciso usar isso para gerar experiências de sentimentos que conectam o cliente”, ressaltou o palestrante ao enfatizar a interatividade com os consumidores.

Painel: o e-commerce no Rio Grande do Sul

No encerramento do evento, houve ainda um painel de discussão formado por Edmilson Maleski, da Dufrio; Guilherme Gazaro, da Multisom; Leonardo Duarte Costa, da Empório Forte e Eduardo Bento, da Mil Sons. Com Mauricio Cardoso mediando a conversa, o quarteto contou a experiência individual de cada um à frente dos seus negócios e os desafios enfrentados, respondendo perguntas feitas pelos público e promovendo o debate para compartilhar suas vivências no e-commerce.

O Digitalize-me também contou com um grande network entre o público. Além dos palestrantes, muitos profissionais, empreendedores e interessados em abrir o seu próprio negócio tiveram a oportunidade de trocar contatos e ideias. Para quem não teve como comparecer, esperamos até a próxima para mais uma vez compartilharmos essa grande experiência.

Redação WebGlobal.

You may be interested

Notícias
0 shares10405 views

Compras de final de ano movimentam o comércio eletrônico e exigem investimentos por parte das transportadoras para atender à demanda de entrega

Notícias - nov 23, 2017

Mike Murkowski, vice-presidente sênior de Operações da FedEx para a América do Sul Com a chegada do final do ano, o volume de…

Notícias
0 shares737 views

Cinco motivos para não perder a Conferência E-Commerce Brasil RIO 2017

Notícias - out 30, 2017

O Rio de Janeiro é, atrás apenas de São Paulo, o maior mercado para e-commerce do país. Não à toa, ele se tornou…

Pesquisas
0 shares2047 views

Pesquisa Omnichannel ABComm 2017

Redação - out 25, 2017

A ABComm em parceria com a Brazil Panels, realizou a segunda onda da pesquisa Omnichannel. Ghost Shoppers foram a diversas lojas físicas para…

Leave a Comment

Your email address will not be published.

15 − quinze =

Most from this category