Carregando...
MERCADO DIGITAL

Figital: formato de vendas híbrido

Figital: formato de vendas híbrido

Inevitável pensarmos como as mudanças do último ano, com a crise da pandemia de COVID-19, transformaram a nossa vida e os nossos processos de aprendizagem, trabalho e consumo. O ambiente de compras, por exemplo, está cada vez mais atrelado ao virtual, seja através de e-commerce com a expansão dos marketplaces, vendas pelas redes sociais ou atendimento via whatsapp. Após um período de adaptação dos negócios, um formato que tem se destacado e se mostrado possível agora e no futuro é o figital: a hibridização entre o meio físico e digital. Isso mostra a tendência do consumidor como protagonista e preferência pelo atendimento omnichannel, onde cada vez menos terá uma diferenciação entre os ambientes de compra. 

Confira o artigo e entenda um pouco mais sobre o que é o figital e como se pode adaptar o negócio de maneira simples e eficiente. 

Como aplicar o figital ao negócio? 

Provavelmente a maioria dos negócios de vendas já precisaram adaptar o atendimento ou entrega ao cliente para a maneira que facilitar para ele. Ter um negócio somente no modelo físico ou no digital, já não contempla as necessidades do consumidor do nosso tempo. Acompanhando o processo omnichannel de consumo, onde o cliente escolhe a forma de compra e receber seu produto 

As marcas estão em processo de adaptação, mesclando as operações e tendo resultados positivos resultados da integração entre os universos de consumo: físico e online, que é de onde deriva o termo Phygital, originando o que no Brasil chamamos de Figital. 

De certa forma, o figital está atrelado a tecnologia para fazer as operações acontecerem integradas e alguns processos fazem parte desta transição ou adaptação: 

 

  • Chat de atendimento: No e-commerce, disponibilizar um chat de atendimento é um fato que aproxima o cliente do negócio de forma física, dando maior engajamento à compra, tirando dúvidas em tempo real e mesclando a operação digital ao meio físico. 
  • Pede no site, retire na loja: Essa talvez é a estratégia mais lembrada quando pensamos em hibridização do comércio. Dar ao cliente a opção de comprar online e retirar na loja física, além de tornar a operação eficiente também dá ao cliente o protagonismo de escolha em não pagar pelo frete. O contrário também se aplica, quando o cliente escolhe o produto na loja físca, mas quer a comodidade (e muitas vezes o preço mais atrativo) da compra online. 
  • Autoatendimento: Aplicável nas lojas físicas, um totem de autoatendimento já é um facilitador para que o cliente já saia escolhendo seu produtos de forma digital, e finalize a compra com um vendedor da loja. Isso é considerado uma tendência no pós pandemia, onde as pessoas terão menor interação com atendimento presencial. 

 

  • Sistema de gestão ERP: Para administrar uma operação que compreende vendas físicas e online, é preciso uma gestão automatizada para que as vendas e entregas sejam feitas de maneira integrada. Desde ferramentas como o PDV online até o estoque e a logística de entrega, o ERP  facilita o trabalho e possibilita emitir notas fiscais, imprimir etiquetas e ter um PDV integrado entre as operações. 

 

Integração para vender mais 

O figital, nada mais é do que uma estratégia de integração dos ambientes de venda. Ele também se aplica aos serviços, estudos e conhecimento,  e é baseado no conceito omnichannel, onde a experiência do consumidor é definida por ele, e as marcas passam a se fazer presentes em diversos canais e formatos. 

Cada vez mais, os negócios irão transitar pelos canais de consumo variados em busca de maior conexão com o consumidor. 

O figital é uma estratégia para ampliar as vendas, já que a presença nos ambientes de venda é importante e as marcas estão em processo de adaptação. E para isso, a tecnologia e as ferramentas de integração são fundamentais para que a experiência de consumo seja completa e cada vez mais integrada. Ações que mesclam as experiências de consumo são pensadas para facilitar a jornada do consumidor e manter os negócios cada vez mais ativos em qualquer um dos ambientes. 

Um comentário
  1. Aline

    Para manter a eficiência de uma empresa, deve-se ter bons colaboradores, focados no propósito da organização, deve-se ter qualidade nos produtos, e ter uma estratégia que faça as vendas acontecerem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + três =