Carregando...
Logística no e-commerce

Lockers e pick-up store: saiba a diferença e como funcionam

Lockers e pick-up store: saiba a diferença e como funcionam

Novas estratégias de logística são alvos do e-commerce, que visa desenvolver a experiência pessoal dos usuários.

Desde o processo de conversão do usuário até a entrega do produto final, certamente, uma das principais etapas que compreendem a metodologia do e-commerce é o envio das mercadorias adquiridas. Afinal, somente quando o item chega às mãos do consumidor é que a logística pode ser considerada um sucesso.

O planejamento se faz indispensável. Nele, somam-se questões físicas e digitais: otimização de interfaces, economia, lucratividade e pontos de retirada disponíveis — gerindo segundo leis e normas ambientais. Mas, com todo o avanço das plataformas on-line, o frete direto para residências ainda é a única opção disponível?

Para o bem da comodidade e acréscimo na experiência do usuário, a resposta para essa questão é negativa. Atualmente, no mercado global, sob os necessários cuidados de logística, outras alternativas estão disponíveis, facilitando, assim, os meios de entrega dos mais variados produtos.

Neste artigo, vamos explorar essas novas perspectivas, explicando os processos e planejamentos envolvidos em cada uma delas. Confira!

Impulsionando seu negócio

O significativo aumento das operações comerciais on-line dos últimos anos, que tende ao crescimento exponencial, colocou a gestão de meios e materiais como uma das principais exigências do mercado atual.

Sistemas tradicionais de transporte costumam ser alvos de reclamações, uma vez que a incidência de atrasos, desvios e perdas de mercadorias acontece com certa frequência, gerando insatisfação por parte do usuário e transtornos para as empresas.

Com a mudança de hábitos e comportamentos das pessoas, outros problemas passaram a acontecer. O consumidor quer que sua encomenda chegue de forma ágil e cômoda, assim a tradicional entrega feita em horários comerciais passou a causar frustração em uma parcela do público.

Somado a isso, com o poder de disseminação das mídias sociais, uma única experiência desfavorável pode custar muito caro para um e-commerce. Assim, a logística ganhou novos traços de notoriedade, passando a ser compreendida como fator capital para as empresas.

Pensando em atender cada vez melhor uma crescente diversidade de clientes e demandas, o mercado vem desenvolvendo alternativas aos meios tradicionais de entrega.

Locker: mais que um simples compartimento

Conhecido popularmente como armário (ou escaninho), de maneira geral, o locker é definido por um espaço em que uma ou mais empresas depositam os produtos comprados on-line pelos clientes, que, munidos de comprovantes, por exemplo, QR code ou código recebido por e-mail, acessam a área e retiram suas encomendas.

A facilidade encontra-se no fato de que o tempo de espera é reduzido, uma vez que o comprador não precisa aguardar a chegada de seu pedido durante dias. Do mesmo modo, o e-commerce dispensa a necessidade de estabelecer trajetos específicos, não separando mais os itens por localidades e destinos.

Fundamental para a experiência, a comodidade é estabelecida como principal benefício desse sistema, tendo em vista a disponibilidade 24 horas e a facilidade de retirada das compras. Para a empresa, a maior vantagem é associada ao baixo custo operacional, já que a transportadora terá apenas um, ou pouco mais, pontos de entrega.

Pick-up store: integração física e on-line

Como a própria denominação induz, o conceito de pick-up store traduz um processo de atendimento no qual os lojistas aproveitam o estoque dos estabelecimentos físicos para atender aos pedidos on-line.

Nessa concepção, o cliente tem todas as conveniências digitais: comparação de preços, busca por diferentes modelos, avaliações de terceiros, compra personalizada e opções de pagamento. Além da prontidão de retirada das lojas físicas, inclusive, o cliente pode selecionar o local de busca que mais convém.

Para os comércios digitais, a alternativa é perfeita para explorar e desenvolver a metodologia do omnichannel, já que há a junção de plataforma on e off-line, aprimorando as estratégias de vendas e as diretrizes comerciais, sobretudo, a logística. Para os usuários, além de abrirem mão do frete, com a economia, é possível usufruir de promoções e cupons de desconto.

Além disso, o locker pode ser uma ótima solução para melhorar a gestão de retirada em loja física. Isso porque, o abastecedor pode colocar no locker todos os pedidos no início do dia, e dessa forma os clientes podem retirar o produto sem precisar de uma pessoa disponível para encontrar o pedido e entregar para o comprador.

Um novo mercado

Por fim, podemos afirmar que, com a junção de e-commerce e lojas físicas, além do aumento constante da tecnologia presente nas ações cotidianas, o comércio vem se adaptando às novas demandas desenvolvidas pelo denominado consumidor 4.0.

Lockers e pick-up stores são exemplos concretos de novas formas que extrapolam as dimensões estruturais, tornando a experiência do usuário determinante para o ciclo produtivo dos empreendimentos. Afinal, para alcançar posições de destaque em um mercado cada vez mais competitivo, com certeza, as empresas devem olhar para o futuro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − quinze =