Carregando...
TECNOLOGIA

O que deve ser levado em consideração na escolha da plataforma de e-commerce?

O que deve ser levado em consideração na escolha da plataforma de e-commerce?

Migrar para o terreno digital é um destino irreversível. Mas para que uma marca se destaque na concorrência, algumas técnicas e metodologias devem ser empregadas

Em ano recorde para o e-commerce, potencializado pelas mudanças de comportamento devido ao isolamento social, o setor tem previsão de fechar o semestre movimentando, na totalidade dos últimos 12 meses, R$ 79,9 bilhões. A projeção, realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), manifesta o expressivo fenômeno de digitalização do mercado.

A contínua expansão tecnológica certamente é tendência para as próximas décadas. As estruturas do mundo físico se moldam, gradativamente, aos processos online, alterando também as metodologias de produção. Cada vez mais, as empresas se voltam para a experiência do usuário, buscando fornecer um suporte personalizado ao cliente, a fim de fidelizá-lo.

Neste ano, de acordo com a Abcomm, uma nova loja virtual é criada por minuto. A surpreendente média             expressa os novos rumos do mercado, tendo em vista que muitas lojas físicas passaram a migrar também para o comércio eletrônico — o omnichannel, junção dos meios, é uma estratégia considerada fundamental para a manutenção da competitividade.

Para explorar e se posicionar nesse ambiente, empreendedores, independente do ramo de atuação, devem focar no planejamento. Atentando-se à adoção de diretrizes técnicas específicas, selecionando-as com precaução e sensatez, considerando sempre a cultura e perfil do seu negócio.

Na continuação deste artigo, apresentaremos os fatores cruciais para a criação e desenvolvimento de um e-commerce, demonstrando que cada decisão certa contribui, direta ou indiretamente, para o bom posicionamento nas redes. Confira.

Interface atrativa e intuitiva

Tendo investigado o campo de atuação do seu estabelecimento, reconhecendo possíveis oportunidades e concorrentes, e definido objetivos de médio e longo prazo, o primeiro passo para o efetivo ingresso online é avaliar as funcionalidades e recursos que o perfil consumidor demanda.

Faça um levantamento que considere todas as aplicações e interfaces relevantes para o comércio, capazes de atender às exigências dos usuários. Verifique os mecanismos de front end, correspondente à parte visível para os consumidores, e back end, extensão gestacional por trás da loja virtual, analisando as plataformas que possibilitam uma administração intuitiva.

No quesito comodidade, compreendendo a relevância da experiência pessoal, essencial para a manutenção das vendas, a alternativa mais eficiente corresponde à implementação de uma plataforma voltada ao User Interface, mecanismo personalizado de front end, amplamente competente em fornecer design e aplicações de acordo com o público-alvo específico do seu e-commerce.

Já nessa etapa, norteado pela influente comunicação visual, selecione as cores, tipos de fontes, design gráfico, menus, botões e todos os itens personalizáveis que se encontram no processo da compra online. Montar um fluxo de compra intuitivo garante uma navegabilidade fluida e, no final, converte mais vendas para o e-commerce.

Servidor estável

Servidores são, por definição, softwares com um sistema de computação centralizada capaz de fornecer serviços a determinada rede de computadores.

Para que a experiência do cliente não seja afetada por interrupções e quedas de navegação, lentidão e páginas que não carregam, a capacidade do servidor escolhido deve ser colocada na balança, e até mesmo no orçamento — a máxima “o barato pode sair caro” se aplica nessa questão.

Oriente-se pela eficiência no processamento de informações, tendo em vista que é ela quem realiza a manutenção da estabilidade online do seu site.

Marketing digital

A propaganda é a alma do negócio. Se a expressão consolidou tantos estabelecimentos na história comercial, na internet não seria diferente. Desse modo, o marketing digital deve ser compreendido como procedimento primordial, cativando o público-alvo e fidelizando cada vez mais os consumidores, sejam eles novos ou regulares.

Ao delinear uma campanha publicitária eletrônica, tenha como prioridade a comunicação social e interativa, que transmite com clareza as mensagens com a linguagem e o posicionamento da loja.

E-mail marketing, redes sociais, anúncios e comparadores de preços são alguns exemplos que podem ser empregados em ações de marketing digital e geram bons resultados, de maneira mais assertiva e rápida.

Para marcas mais consolidadas, que buscam incrementar a experiência pessoal com base em um relacionamento sólido com o público, a estratégia mais eficiente para se investir é a de SEO (Search Engine Optimization, em tradução livre “Otimização do Mecanismo de Busca”). Conjunto de diretrizes que influenciam, de maneira orgânica, as plataformas de busca e  o bom ranqueamento da marca.

Por isso, ter uma plataforma que ajuda na visualização e estratégia de SEO é tão importante na criação de um e-commerce. O WordPress, por exemplo, permite uma otimização de forma fácil e intuitiva, tem constantes atualizações e adição de protocolos de segurança como SSL (Secure Sockets Layer) e HTTPS (Hypertext Transfer Protocol Secure).

Outras vantagens de ter uma plataforma amigável para SEO, é a possibilidade de criar diversos níveis de usuários, ter um site responsivo, ou seja, que se adapta automaticamente com dispositivos mobile, e tem facilidade de personalização do site. Além de ter uma variedade de plugins que ajudam no trabalho de SEO, com opções de alteração de títulos, descrições e otimização da canonical.

Compra e entrega

Assim como nas lojas físicas, um e-commerce bem estruturado oferece alternativas variadas para a realização de pagamentos, muitas vezes mais atrativas que os meios tradicionais. Considere, então, durante o desenvolvimento do comércio digital, ferramentas que forneçam essas opções.

Invista em uma interface segura e transparente, que exiba detalhadamente o checkout, permitindo a conclusão da transação sem redirecionamentos para páginas externas, aumentando, assim, a confiança do cliente.

Quanto à entrega, priorize a logística da comodidade, oferecendo, quando possível, sistemas de Lockers ou Pick Up Store. Dentro dos parâmetros clássicos, garanta principalmente, que os pedidos cheguem no prazo estipulado.

Uma plataforma comprometida com a adequação da gestão de meios e materiais, seguramente terá uma ampla vantagem sobre a grande concorrência.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 4 =