Carregando...
Notícias

SmartHint lança busca comportamental e personalizada em seu sistema de busca inteligente

SmartHint lança busca comportamental e personalizada em seu sistema de busca inteligente

 

João Masiero, um dos desenvolvedores da tecnologia, conta como foi o desafio

A busca comportamental e personalizada para os clientes é a nova funcionalidade da busca inteligente da SmartHint, que já vem fazendo sucesso desde março.

“Em termos tecnológicos foi um grande desafio, porém muito prazeroso. Nossa equipe de tecnologia uniu o que há de mais moderno em modelagem de inteligência artificial, em conjunto com técnicas avançadas de indexação de dados, para trazer uma experiência personalizada dentro da busca com muita rapidez”, conta João Masiero, desenvolvedor de inteligência artificial da SmartHint.

João conta que as vitrines de recomendação autônomas da startup sempre foram personalizadas, graças ao uso de inteligência artificial (IA) em análises comportamentais de navegação. Isso significa que a IA analisa o comportamento do usuário, ou seja, observa todos os passos dele dentro da loja virtual, para conhecê-lo melhor e mostrar o que há de mais relevante. Assim, é possível melhorar a experiência, favorecendo as chances de compra. Ou seja, é algo positivo para os dois lados: consumidor final e varejista.

Então a SmartHint decidiu levar essa personalização também para a busca inteligente, mas precisavam fazer isso de forma que não interferisse na velocidade do sistema de busca, uma das características mais importantes.

“Com o lançamento da nossa ferramenta de busca, o desafio [de personalizar a experiência] ficou um pouco maior, pois precisaríamos fazer essa personalização de forma rápida, usando várias fontes de dados. Depois de muito estudo e desenvolvimento, temos agora uma inteligência capaz de devolver produtos personalizados para o nosso cliente em milissegundos”, explica João Masiero.

Grande número de lojas já está com a busca comportamental ativa

A busca inteligente, lançada em março no hub do E-commerce Brasil, já conta com características muito importantes, como velocidade, similaridade fonética e busca por cor com reconhecimento de imagem. E, agora, possui também a busca comportamental, que já está ativa nas lojas de um grande número de clientes, como Nathus Brasil, Oscar Calçados, Diesel, Abrand, Cris Barros, Farmácia Miligrama, Amend Cosméticos, Speedo, Lego Brasil, entre tantas outras.

Para Matheus Macedo, sócio da Nathus Brasil e cliente da SmartHint, a nova função da busca será muito positiva para a loja: “A busca comportamental é um grande avanço no e-commerce, porque muitas vezes o cliente não encontra o que procura facilmente e troca de loja. Mas a nova funcionalidade vai ajudar a evitar isso”, afirma.

Como funciona a busca comportamental

A busca comportamental funciona assim: a inteligência artificial faz análises comportamentais de navegação, ou seja, observa todos os passos do cliente dentro do site. Tudo é levado em conta, como cliques em categorias, produtos, vitrines e buscas realizadas.

Veja um exemplo dessa característica no site da Cris Barros. Se uma cliente procurou na loja por vestidos longos e pretos — digitando no campo de busca ou apenas clicando em imagens e categorias relacionadas a esse termo —, quando for realizar a busca, em seguida ou até dias depois, mesmo que digite apenas “vestido”, sem especificar os detalhes, os primeiros resultados serão de vestidos pretos e longos, compatíveis com os que ela havia mostrado interesse anteriormente e, por isso, mais relevantes.

Com isso, as chances de compra se tornam muito maiores.

 

Inovações não param

A startup curitibana tem apenas três anos, mas já conquistou milhares de lojas ao redor do mundo, no Brasil, América Latina, EUA e Europa, e está sempre trazendo inovações, com foco em elevar a experiência de compra on-line.

Ao que tudo indica há muito mais por vir e os clientes podem se preparar para muitas novidades: “Criar experiência personalizada para o nosso cliente é uma tarefa rotineira na SmartHint, estamos sempre desenvolvendo novos modelos [de inteligência artificial] para cada vez mais encaixar os produtos no perfil do cliente que está visitando a loja”, conclui João Masiero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 5 =