E-commerce nas redes sociais: 3 dicas para ajudar a sua loja vender mais – Abcomm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico
Carregando...
VENDAS

E-commerce nas redes sociais: 3 dicas para ajudar a sua loja vender mais

E-commerce nas redes sociais: 3 dicas para ajudar a sua loja vender mais

Possuir o e-commerce nas redes sociais é indispensável para quem vende online. Saiba como impulsionar a sua loja virtual.

É evidente que cada vez mais as pessoas estão conectadas à internet. Uma pesquisa realizada pelo Centro Regional para o Desenvolvimento de Estudos sobre a Sociedade da Informação, vinculado ao Comitê Gestor da Internet no Brasil, aponta que 3 em cada 4 brasileiros acessam a internet. Embora a pesquisa tenha sido publicada em 2020, é possível que este número tenha aumentado.

O estudo também mostra que, dentre os recursos mais utilizados pelos entrevistados, o segundo maior são as redes sociais – como o Facebook. Estes, por sua vez, perde apenas para os aplicativos de envio de mensagens – como o WhatsApp e Facebook Messenger.

Com isso, as redes sociais se tornaram um dos principais meios de visibilidade e publicidade. Para quem tem uma loja virtual, possuir o e-commerce nas redes sociais é indispensável para divulgação.

Em quais redes sociais meu e-commerce deve estar?

Com o e-commerce nas redes sociais é possível atrair possíveis clientes, apresentar produtos, criar conexões e vender. Ou seja, é fundamental que a sua loja virtual esteja em pelo menos uma delas.

Facebook, LinkedIn, YouTube, Twitter, Instagram, TikTok e WhatsApp são algumas das redes sociais mais utilizadas atualmente. No entanto, seu e-commerce não precisa estar presente em todas. O ideal é que você saiba qual é o público que compra na sua loja. A partir dessa informação, você consegue definir qual a rede social possui o perfil de usuário correspondente ao seu público.

Pensando na importância das redes sociais para a sua loja virtual, separamos 3 dicas para ajudar você a ganhar visibilidade e vender mais. Confira!

Dica 1 – Tenha perfil profissional/comercial

Após definir as redes sociais que você deseja utilizar no seu e-commerce, crie perfis profissionais. Não é interessante que você possua o perfil pessoal juntamente com o da sua loja, por exemplo. Além disso, criar um perfil pessoal de um e-commerce fere a maioria dos termos de uso das principais redes sociais. Portanto, além de não ser o jeito correto de manter seu e-commerce na rede, você corre sérios riscos de ser banido e perder tudo.

Outro ponto: a identidade do perfil da sua loja em rede social deve ser o mesmo da sua loja. Assim o cliente, ao ver as suas publicações, irá lembrar do seu site, criando uma conexão. Então, utilize imagens que remetam ao seu e-commerce para o perfil e capa.

Já em relação a criação do seu perfil comercial, lembre-se: é muito importante escolher a categoria correta. Afinal, quanto melhor e mais precisa a escolha das categorias for, mais fácil seu possível cliente o encontrará! Também, utilize os recursos oferecidos por cada plataforma.

No Facebook, por exemplo, no campo “Sobre” você pode contar um pouco sobre a trajetória da sua empresa, informar o nicho do seu e-commerce, formas de contato ou qualquer outra informação que considere importante. Além disso, você pode criar um botão com um link estratégico e direcionar para a sua loja virtual.

Outro exemplo é o Whatsapp Business, que é específico para uso comercial. Com ele, é possível segmentar grupos de contato e criar mensagens para serem enviadas de forma automática. Além de poder cadastrar informações da empresa, como horário de atendimento e endereço.

Dica 2 – Faça publicações com periodicidade

Antes de mais nada, não existe certo ou errado para produção de conteúdo. A palavra-chave é criatividade. A melhor estratégia para produzir conteúdo é planejar com antecedência. Se você conseguir fazer posts diariamente, é muito bacana. O importante é não ficar muito tempo sem postar nada.

Fique de olho no que é tendência no momento para poder se inspirar. Hoje, as plataformas estão oferecendo cada vez mais ferramentas. Portanto, abuse de todas funcionalidades. Só no Instagram é possível criar conteúdo em 5 formatos: feed, stories, reels, IGTV e live.

Se sua loja vende roupas, por exemplo, faça um provador nos stories. Mostre o caimento no corpo, a qualidade do tecido, o conforto que a peça oferece. O cliente quer conhecer o que vai comprar, ainda mais quando ele não tem a oportunidade de experimentar, já que a compra é online.

Com a mesma roupa, é possível gerar mais de um conteúdo. O provador para o stories, um reels com transições de troca de roupas e uma foto para o feed.

Lembre-se de que as publicações do feed precisam de legenda. Crie textos atrativos. Utilize hashtags. As hashtags ampliam a visibilidade do seu conteúdo. Elas ajudam a atrair pessoas que estão interessadas no assunto que você aborda. Assim, aumentando o seu engajamento.

Além disso, o reels e o Tiktok são bem semelhantes. Você pode até aproveitar o mesmo conteúdo para as duas ferramentas. Inclusive, não possui muito tempo que elas foram lançadas e estão bombando na internet.

Dica 3 – Analise relatórios 

Analisar o desempenho das publicações do e-commerce nas redes sociais é de grande relevância. Algumas ferramentas como Instagram Insights e o Audience Insights do Facebook ajudam a metrificar a performance.

Com elas, você consegue obter informações como: o perfil e o comportamento dos seguidores, quantidades de contas alcançadas, número de seguidores, as publicações que tiveram os melhores desempenhos, os posts que não fizeram tanto sucesso e muito mais. Os relatórios facilitam na hora de definir estratégias.

Além disso, no Facebook e Instagram, por exemplo, é possível impulsionar as suas publicações para que elas cheguem a mais pessoas. Para isso, você pode utilizar o Facebook Ads, que é um sistema de mídia paga, onde é possível criar anúncios para grupos segmentados. Assim, você consegue atingir outros consumidores para que eles conheçam a sua loja.

Sendo assim, possuir o E-commerce nas redes sociais é fundamental. Elas não garantem efetivamente a venda, mas ajudam a divulgar e impulsionar a sua loja virtual para atrair clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − treze =