Carregando...
Marketing DigitalMarketplaces

E-commerce para franquias: passo a passo para começar o seu

O e-commerce para franquias tem crescido devido ao valor de investimento mais baixo a ser desembolsado pelo franqueado. Além de oferecer retorno financeiro para o empreendedor, ele conta com suporte de conhecimento e marketing da franqueadora. ​​Os resultados são bastante seguros, já que ele fará parte de uma rede.

Investir em e-commerce para franquias é adquirir a permissão de uma marca para representá-la no ambiente virtual e vender seus produtos. Assim, o novo empreendedor aproveita o know-how já existente de uma determinada marca no mercado.

Além disso, a parte operacional da venda é de responsabilidade da marca. Muitas vezes existe um padrão para as embalagens, a procura por uma transportadora parceira de confiança da rede e também o direcionamento da compra para um franqueado regional.

Algumas franquias já recorreram às plataformas digitais para ampliar seus canais de venda e melhorar a experiência do consumidor. Os novos hábitos de consumo transformaram os clientes em consumidores multicanais. Eles trafegam por diversos meios à procura de melhores preços e informações esclarecedoras para, finalmente, realizarem a compra.

Porém, muitas vezes as marcas relutam em aderir ao e-commerce para franquias. Há o receio de a loja física virar showroom para o cliente, que acabou se acostumando a comprar mais barato e com parcelamento via internet.

É possível desenvolver um e-commerce para franquias sem entrar em conflito com os franqueados. Neste post você verá como é possível lidar com esta situação e iniciar o seu projeto.

Invista na gestão e padronização do seu e-commerce para franquias

O modelo de e-commerce para franquias exige uma operação diferente do convencional. Uma franqueadora possui lojas físicas em vários lugares, com diferentes proprietários.  Neste processo, cada loja possui seu estoque independente e processos que variam para cada empreendedor.

Portanto, para incluí-los no processo de vendas do e-commerce é necessário:

  • Integrar os novos franqueados com os interesses da franquia;
  • Estreitar a parceria entre as duas partes;
  • Garantir o padrão de qualidade dos serviços.

Para isso, existem duas soluções que se complementam: o uso de plataformas de marketplace para facilitar as transações e os treinamentos aos novos vendedores, a fim de manter a qualidade do processo como um todo. Uma franquia deve ter padrões de qualidade de atendimento, insumos, logística e comunicação.

Pense na participação das vendas de cada franqueado

É possível criar uma espécie de “e-commerce descentralizado” que controle o estoque, preço e vendas de todos os franqueados, sem que esses fiquem de fora do processo.

Para isto, o franqueador pode criar um portal de vendas online, onde os franqueados participam do processo de venda. Um sistema como este permite que o dono do portal venda ao consumidor final e tenha o controle de toda a operação.

Ao ter um pedido registrado em um determinado CEP, o sistema encaminha esse pedido para a franquia mais próxima que tiver os produtos em estoque. Essa franquia, então, além de estocar os produtos, fica responsável por embalar o pedido e entregar à transportadora.

Na prática, o franqueado se torna um representante do franqueador e funciona como um centro de distribuição, pois atende uma determinada região. ​ Assim, cada um ganha a sua parte da cadeia de vendas e todos saem satisfeitos.​

Vale lembrar que quem fornece a tecnologia é a ​franqueadora. Este modelo ajuda a girar o estoque dos franqueados, contribuindo com a melhora no caixa e na saúde financeira de toda a rede. Além disso, também pode incentivar o time de vendas, por exemplo, por meio de comissionamento das franquias que fecharem um pedido online.

Ofereça melhorias na experiência de compra

Se você é um franqueador, é importante deixar claro para seus parceiros da rede que o e-commerce para franquias é um canal de relacionamento com o cliente. Ele mostra ao consumidor que sua empresa quer oferecer condições diferenciadas de contato e compra, gerando fidelização e recorrência da compra.

Integre a loja física e a loja online

Outra vantagem do e-commerce para franquias é a possibilidade de cativar o cliente pela loja online e trazê-lo para as lojas físicas.

Muitas vezes, trocar um produto via correio ou transportadora pode ser um grande empecilho para o consumidor e desestimula compras futuras. A troca na loja física cria uma relação entre o comprador online e o lojista, que pode resultar em vendas em outra ocasião.

Promova economia e padrão de qualidade

O Marketplace de Fornecedores Homologados é uma vantagem que não atinge diretamente o consumidor final, mas traz benefícios para toda a rede de franquia.

Um dos principais fatores que influenciam no padrão de qualidade de uma franquia é a escolha dos fornecedores. Os franqueados precisam encontrar empresas próximas que forneçam produtos de qualidade a um bom preço.

Por sua vez, os franqueadores precisam ter certeza de que as intermediações de compra sejam feitas da maneira mais rentável possível.

Na proposta desse marketplace, as lojas subordinadas ao franqueador só podem comprar insumos para suas próprias lojas de fornecedores selecionados pelo dono do portal. Estes fornecedores ficam cadastrados neste marketplace específico para a rede.

Um dos benefícios é a possibilidade da compra em escala, o que reduz custos. Além disso, a venda de produtos essenciais à identidade da marca da franquia garante o padrão de qualidade na comunicação.

Como começar seu e-commerce para franquias?

Aderir ao e-commerce para franquias para aumentar o alcance da sua marca pode trazer muitos benefícios. Além de fortalecer sua rede, pode significar uma oportunidade para outros empreendedores. Ao invés deles serem seus concorrentes, eles serão seus aliados.

Porém, quais são as principais ações para começar a investir nesse setor e dominar as vendas online?

  • Faça uma análise da concorrência;
  • Identifique forças e fraquezas da marca;
  • Crie uma matriz de oportunidades e ameaças;
  • Descubra onde está o seu cliente;
  • Escolha uma boa plataforma de e-commerce.

Nem todas as marcas franqueadoras conhecem as possibilidades de venda proporcionadas pela tecnologia de marketplace e, sendo assimseparam o online do offline. Se este for o seu caso, mostre ao franqueador que é preciso inovar para alcançar novos mercados e expandir o nome da marca.

O e-commerce para franquias pode solucionar problemas de gestão, padronização e contribuir com o aumento das vendas. Isso porque este tipo de venda atinge um consumidor cada vez mais habituado a comprar pela internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × quatro =