Carregando...
Logística no e-commerceNotíciasOPERAÇÃO

ABComm e o Comitê de Logística

Comitê de Logística – O futuro da logística para o ecommerce no Brasil

 

É impossível interagir com a logística brasileira sem sentir as dores que assolam todos os players envolvidos direta ou indiretamente com este mercado desde…sempre.

Rodovias, portos e aeroportos sucateados, mesmo após todos os eventos e promessas internacionais dos últimos anos, levam o custo para as alturas e derrubam a qualidade dos serviços de forma quase impossível de se mensurar.

A falta de investimentos, somada a dificuldade em inovar e modernizar suas operações, faz dos Correios um player em crise e sem grandes perspectivas de futuro mesmo sendo responsável pelo maior market share de diversos mercados.

Legislação ultrapassada, segurança pública complicada e/ou inexistente, qualidade de insumos como combustível e a famosa carga tributária – que neste caso deve ser analisada entre tributos e custos para se pagar os tributos – são mais alguns fatores que ajudam a explicar as dificuldades logísticas em território verde e amarelo.

Em paralelo, temos inúmeros iniciativas visando a evolução e inovação deste mercado. 

Automação robótica é uma realidade incrível e inquestionável dentro das operações de embarcadores e transportadores, reduzindo custos e prazos enquanto se escala a qualidade dos serviços visando um nível de qualidade que ajuda o mercado de ecommerce a se desenvolver.

Algoritmos de inteligência artificial têm sido desenvolvidos e implementados a toque de caixa e seus resultados já são uma realidade incrível em mercados como o de last mile de cargas fracionadas. 

Consumo colaborativo, internet das coisas, block chain e outras tantas tecnologias e metodologias inovadores já começam a ser discutidas e desenvolvidas com o intuito de reduzir os gargalos logísticos e, de fato, se iniciar uma nova fase no Brasil.

A questão aqui é simples: como o ecommerce pode pensar em conectar todas as pontas de uma entrega, com atualização em tempo real de status e andamentos, enquanto os motoristas – na ponta de contato com o consumidor – trabalhar com asfaltos esburacados, veículos antigos (sem placas pretas!) e usando papel e prancheta como ferramenta principal de informação?

Este é o buraco existente no nosso mercado que originou o nascimento do Comitê de Logística da ABComm. Cabeças pensantes dos ecommerces, das transportadores e de diversos outros players deste segmento estão mapeando os próximos passos para que o futuro não seja apenas um sonho para a logística brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 4 =