Carregando...
MARKETING

O que é marketing social e como seu e-commerce pode utilizá-lo

O que é marketing social e como seu e-commerce pode utilizá-lo

O consumidor moderno está cada vez mais ligado nas questões socioambientais. Dessa forma, as marcas que também se preocupam com os problemas que enfrentamos nessas esferas promovem maior identificação do público com seus propósitos.

De acordo com a pesquisa Edelman Brand 2018, 69% dos brasileiros consultados escolhem comprar ou boicotar uma empresa de acordo com suas posições relacionadas a causas sociais e ambientais. Esse dado mostra a importância do marketing social, seja para conquistar clientes ou para evitar perdê-los.

Além disso, estar preocupado com questões socioambientais não é apenas uma forma de aumentar as vendas. O mundo está passando por grandes transformações e ser um agente ativo em relação a essas mudanças é uma forma de tornar nosso planeta um lugar melhor!

Se você não sabe muito bem o que é o marketing social, não se preocupe. Neste artigo, vamos explicar um pouco sobre a estratégia e como você pode começar a aplicá-la à sua loja virtual.

O que é marketing social

Assim como qualquer vertente do marketing, o social é uma estratégia que a empresa adota. A diferença, aqui, é que esse planejamento é voltado a causas sociais ou ambientais ao invés de focar diretamente nas vendas. A partir daí, a imagem da empresa se torna sólida e positiva em torno daquele assunto específico.

Existem empresas específicas para desenvolver ações de marketing social — ou marketing de causa — para outros negócios. Todavia, se você acha que esse é um passo muito grande para sua marca, você pode começar aos poucos.

É possível iniciar com ações menores e você mesmo pode desenvolver algumas estratégias de marketing social. Vamos a algumas dicas para que seu e-commerce possa escolher e apoiar causas socioambientais?

Como aplicar o marketing social ao seu e-commerce

1. Apoio a instituições

Uma forma de iniciar no mundo do marketing social é por meio de doações a instituições com as quais haja uma identificação da sua marca. Por exemplo, se você vende artigos para pets, pode auxiliar ONGs que abriguem animais abandonados. Fazer doações ainda não chega a ser uma estratégia propriamente dita de marketing social, mas a filantropia empresarial é uma forma de dar um primeiro passo.

Além disso, quando você vai vender pela internet, existem formas de estimular seus clientes a apoiarem essas causas também. Uma delas é por meio de aplicativos que destinam parte do valor da compra em sua loja online a determinadas instituições. Um exemplo é a integração O Polen, em que o consumidor pode escolher entre algumas organizações para fazer a contribuição.

Outra forma de criar uma estratégia de marketing social é organizando ações para ajudar as instituições que sua empresa escolher. Novamente, voltando ao exemplo de um e-commerce com produtos para pets, você pode se juntar a uma ONG que auxilie animais abandonados para organizar uma feira de adoção. Dessa forma, você pode convidar seus clientes e motivar seus funcionários a ajudarem nessa feira.

Esses são apenas alguns exemplos de como você pode apoiar organizações voltadas a causas socioambientais. Assim como em outras estratégias de marketing, você pode — e deve! — usar a criatividade para pensar em suas ações como empresa.

2. Posicionamento em relação a questões em evidência

Outra forma de respaldar suas ações de marketing social é por meio do posicionamento em relação às causas que você apoie. Seja por meio das suas redes sociais ou dos seus e-mails, você deve comunicar quais são suas opiniões quando, por exemplo, alguma notícia sobre o assunto ganhe as manchetes.

Se a sociedade começa a discutir questões relacionadas aos direitos LGBT e sua marca apoia essa causa, você deve se posicionar! Há quem pense que esse tipo de ação espante certa parte dos consumidores. Entretanto, muitas vezes, quem tenta agradar a todos acaba não vendendo para ninguém.

Portanto, antes de escolher as causas que sua marca vai defender, é preciso conhecer muito bem sua persona. Dessa forma, assim como em outras estratégias, a do marketing social será muito bem direcionada a impactar seu público com as ideias relacionadas às questões socioambientais escolhidas pela sua empresa.

3. Engajamento do seu público

Depois que você escolher as causas e instituições que apoiará em sua estratégia de marketing social, precisa trabalhar para que o público as conheça e se engaje com o assunto!

Para isso, comunique quais são essas causas, convide o público para os eventos que você venha a organizar, incentive que seus clientes doem às instituições que você apoia… São muitas as formas de tornar suas ações públicas.

Mas atenção! Não exagere nas comunicações relacionadas ao marketing social para não parecer algo forçado. Além disso, não diga que apoia determinadas causas se não o faz de fato. O público está atento ao que as empresas fazem e fingir ser algo que você não é pode prejudicar a imagem da sua marca!

4. Fique atento às suas ações

Por fim, outro ponto a prestar atenção são as próprias ações da sua empresa. Sua marca deve atuar em concordância com as causas que apoia.

Se, por exemplo, sua empresa colabora com uma instituição que trabalha para despoluir rios, as embalagens dos seus produtos não devem ter montes de papéis e plásticos. Portanto, preste atenção aos seus próprios processos! Esse é um passo importante para se tornar um agente transformador do nosso planeta.

Conclusão

O marketing social pode ser uma forma de se diferenciar da concorrência e de conquistar a confiança do público. Lembre-se: um cliente que acredita em uma marca se torna um embaixador e passa a recomendá-la aos outros.

Além disso, apoiar causas socioambientais não apenas pode colocar seu negócio em evidência, mas também pode ajudar a tornar o mundo um lugar melhor sem que você precise abrir mão da essência do seu trabalho!

Sobre a autora

Victoria Salemi é a editora responsável pelas parcerias de conteúdo da Nuvemshop, a maior plataforma de comércio digital da América Latina, com mais de 30 mil lojas ativas. Formada em Jornalismo, ama escrever e tornar assuntos complicados acessíveis a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + dezesseis =