Carregando...
Capacitação

Você sabe dizer qual é o seu diferencial?

Você sabe dizer qual é o seu diferencial?

Por Rocky Agência

Sem pensar muito, você sabe dizer qual é o seu diferencial?

É muito comum travar quando recebemos questionamentos do gênero, ainda mais durante uma entrevista de emprego.

Visto que é o seu futuro que está sendo decidido ali, é completamente compreensível que essas situações tragam nervosismo e incertezas.

Afinal de contas, falar sobre si mesmo é sempre um desafio e saber responder com clareza qual seu diferencial competitivo é um passo decisivo para sua contratação.

O fato é que, hoje em dia, acima de qualquer competência, o autoconhecimento é obrigatório para qualquer profissional.

E isso é válido para entrevistas de emprego, de estágio e até para funções desempenhadas no cotidiano de uma empresa.

Quer saber como descobrir qual o seu diferencial que vai agregar valor não só a sua candidatura como toda carreira profissional? Descubra a seguir!

O que o recrutador está buscando?

Buscar compreender o que o recrutador está procurando em um candidato é a melhor forma de se preparar para uma entrevista de emprego.

 

Num mercado de trabalho progressivamente mais acirrado, critérios de avaliação alternativos surgem para selecionar os candidatos mais aptos.

Esse processo é particularmente mais intenso quando tratamos do marketing digital, área que demanda cada vez mais dos profissionais.

Num contexto como esse, apontar uma qualidade que se distancie de respostas convencionais pode ser a chave para uma entrevista de emprego bem-sucedida.

Quando questionados sobre seu diferencial, boa parte dos candidatos costuma tomar o caminho errado, recorrendo ou à competências genéricas, ou a referências de seu histórico profissional. 

Dizer ser proativo, ter facilidade para trabalhar em equipe, ser comprometido, por exemplo, soam como respostas óbvias, e são certamente recorrentes no discurso comum.

Na mesma linha, os lugares onde trabalhou e os cursos que concluiu também não são uma resposta suficientemente pontual para a pergunta, tampouco podem agregar valor à sua imagem em uma entrevista de emprego.

Pelo contrário, podem até comprometer sua candidatura, dependendo dos critérios do recrutador.

Porque respostas do gênero não revelam características diferenciais significativas e podem ser facilmente identificadas por um avaliador com olhos apurados.

Saber dizer qual é o seu diferencial é uma questão que exige um grau a mais de pessoalidade e perspicácia e é aqui que entra a importância do autoconhecimento.

Autoconhecimento

Demonstrar que se conhece e se sente confortável falando sobre si mesmo é um dos principais pontos observados em uma entrevista de emprego.

Como já mencionado, o autoconhecimento é uma das características mais cortejadas pelos recrutadores nos processos seletivos atuais.

Isso porque pessoas bem-resolvidas costumam trazer atributos operantes com os processos internos de uma empresa.

Além da facilidade para identificar problemas e tomar decisões, funcionários com esse perfil possuem mais aderência com a cultura empresarial de uma organização.

Sendo assim, é essencial que você pratique a autoanálise em processo de preparação para a entrevista de emprego.

Comece com um exercício simples, trabalhando a percepção de si mesmo. Procure anotar num papel quais são os pontos fortes na sua personalidade.

Esse é um processo de descoberta interior que envolve a tomada de consciência a respeito de valores, propósito, sentimentos, comportamentos, entre outros.

Por isso, num primeiro momento, não se restrinja às suas competências profissionais. Priorize identificar as qualidades que as pessoas com quem convive comentam a seu respeito.

Ter claramente quais são as características que diferenciam sua personalidade é uma etapa importante para definir qual seu diferencial competitivo.

Principalmente considerando os critérios de seleção atuais.

Hard skills x soft skills

Algo que pouca gente sabe é que os recrutadores nunca estiveram tão interessados na capacidade de aprender e agir dos candidatos.

Essa orientação rompe com os moldes dos processos seletivos, em que as hard skills por muito tempo foram priorizadas como critério de análise de profissionais.

As hard skills, ou habilidades técnicas, são competências que podem ser quantificadas e atestadas através de diplomas e certificados, como conhecimento em medicina e engenharia, por exemplo.

Até então, via de regra, os profissionais graduados e com mais cursos passavam na frente dos outros.

Em contrapartida, o que se observa no mercado de trabalho atual é uma tendência de valorização crescente das soft skills.

Estas, por sua vez, são suas habilidades comportamentais, que abrangem sua trajetória psicossocial e são intrínsecas à sua personalidade, como uma comunicação eficaz, pensamento criativo e liderança.

Mais difíceis de serem mensuradas, essas competências envolvem seu passado profissional, capacidade de tomada de decisões e seu controle emocional no dia a dia.

Em áreas que exigem aprendizado constante e mudanças periódicas, as soft skills são peças valiosas para compor um perfil profissional desejável.

Isso porque a sua capacidade de transitar entre os cenários é indispensável, visto que são mais difíceis de desenvolver do que aprender as funções do trabalho.

Ao destacar qual o seu diferencial em uma entrevista de emprego, procure elencar suas qualidades que se enquadram como soft skills.

Área de singularidade: qual a sua?

Definir sua área de singularidade é um processo importantíssimo para descobrir qual o seu diferencial.

 

Sua área de singularidade é um campo específico de competência no qual convergem vocação, interesse e performance.

Imagine três círculos onde estejam espalhadas todas suas competências técnicas.

Cada círculo dimensiona os seguintes aspectos: aquilo que você tem facilidade em fazer, aquilo que desperta o seu encanto e aquilo que realiza com bom desempenho.

Nesse exemplo, a zona de convergência entre esses círculos iria simbolizar a sua singularidade, isto é, a competência que alinha suas habilidades, paixão e utilidade para o mercado.

Em outras palavras, a área de singularidade pode ser definida como a tríade do sucesso da sua carreira profissional.

Pois, além da vantagem de encarar uma entrevista de emprego com ela bem definida, esse conceito é visivelmente presente em profissionais de sucesso.

A área de singularidade funciona como um catalisador para a trajetória profissional, como um norte para buscarmos aprimorar os talentos que realmente nos diferenciam.

Visto que, num mercado disputado, nosso foco deve estar naquilo que nos distingue, e não nas competências gerais e comuns.

Ao alinhar talento, interesse e performance, você tem uma combinação poderosa para responder com propriedade qual é o seu diferencial.

Mas não utilize apenas esse conselho para sua entrevista de emprego, leve-o com você por toda sua carreira.

Questões para refletir sobre seu diferencial

Responder outras perguntas pontualmente relativas à sua realidade pode ser um caminho para definição do seu diferencial

 

Nossa última sugestão envolve propor perguntas periféricas e complementares para te ajudar na definição do seu diferencial competitivo.

Pode parecer contraintuitivo encarar outras interrogações para solucionar uma questão anterior, mas o fato é que esse procedimento pode descomplicar muito seu processo de autoanálise.

Ao responder essas perguntas, você vai conseguir visualizar com mais clareza os elementos que melhor diferenciam seu perfil pessoal e profissional.

Inclusive, é provável que algumas delas sejam indagadas pelo recrutador no dia da sua entrevista de emprego.

No âmbito pessoal:

  • Qual a qualidade pessoal que mais sente orgulho?
  • Se precisasse se definir com um adjetivo, qual seria?
  • Neste âmbito, quais são os elogios que recebe mais frequentemente?

Agora, no âmbito profissional:

  • O que você pode agregar de novo para a vaga que está buscando?
  • O que as pessoas com quem trabalha costumam dizer sobre você?
  • Qual a característica mais marcante no seu perfil profissional?
  • Se precisasse criar um slogan para se definir profissionalmente, qual seria?

A grande questão a ser compreendida para definir qual seu diferencial é que, muitas vezes, ele pode estar mais intrínseco à sua personalidade do que aos seus certificados.

Existem empresas muito mais interessadas em quem você é e na sua capacidade de autodesenvolvimento no trabalho do que quantos diplomas você possui. 

Por isso, coloque o que leu aqui em prática, pense e reflita para ser capaz de responder com confiança e convicção qual é o seu diferencial.

Agora que você já sabe como identificar seu diferencial competitivo, que tal continuar o processo de preparação para sua entrevista? 

Descubra nesse outro conteúdo como ser o candidato ideal em uma entrevista de estágio!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + dezessete =