Carregando...
MERCADO DIGITAL

A indústria no e-commerce

A indústria no e-commerce

Quando pensamos em e-commerce, logo nos vem à mente o comércio de produtos de lojas virtuais para consumidores. Mas entre as tantas transformações que ocorreram no último ano, outro nicho de mercado online se fortaleceu e a indústria também encontrou no meio virtual um caminho interessante para encontrar mercados e realizar vendas direto ao consumidor.
Cada vez mais o e-commerce vem tomando espaço na forma de viver do nosso tempo, e por isso, as indústrias também passam a gerir seus negócios através de um ERP para poder organizar, desde a fabricação dos produtos até a venda final.
Até então, o grande desafio das indústrias era administrar a operação e vendas em um único sistema, mas através do módulo Ordem de Produção ficou mais fácil conciliar o trabalho de um jeito simples e descomplicado, otimizando tempo e tendo maior controle sobre a fabricação do produto. No processo, também é possível gerar uma ordem de produção a partir de pedidos de venda que possuem produtos com composição. De forma automática, os componentes usados como insumo serão registrados como saída de estoque e os produtos produzidos serão contabilizados como entrada no estoque.
Assim como outros segmentos, parte da indústria também encontrou no e-commerce uma forma de manter as operações, seja vendendo através das lojas físicas ou marketplaces.

Entenda este modelo de venda:

De forma geral, o e-commerce visa a venda B2C (Business to Consumer), mas também é possível o modelo D2C (Direct to Consumer), que elimina a barreira entre produtor e consumidor. Através do mundo online, é possível que o empreendedor escolha o modelo de vendas que mais se adequa à sua operação.
A funcionalidade auxilia na gestão do processo de pequenas e médias indústrias, que além de integrar as vendas ao e-commerce, também desfruta de outros benefícios do sistema de gestão para o negócio, como por exemplo, frente de caixa, controle de estoque, emissão de notas fiscais, integrações logísticas, entre outras.
Quando a venda é através da loja virtual, o negócio deve estar preparado para gerir as vendas, estoque e logística de entrega, por isso é preciso uma dica importante é integrar a um ERP que possibilita processos administrativos e logísticos através de um sistema unificado. Assim como também quando a venda é através de marketplaces, o processo de integração é muito importante para garantir que as vendas ocorram de forma automatizada.
Essa aproximação da indústria com o consumidor final é sem dúvida também reflexo da aceleração digital que vivemos, e por isso é importante descobrir aos poucos as particularidades deste modelo de negócio.
A venda fica facilitada através da integração entre as plataformas e o empreendedor se preocupa em administrar e pensar em estratégias inteligentes para o seu negócio.

Online e em nuvem

Mesmo no formato da indústria, poder administrar o negócio, a produção e as vendas de forma remota é uma grande vantagem, principalmente nos tempos em que vivemos. As iniciativas no e-commerce parecem sempre se multiplicar, por isso é um meio fértil de ideias e vendas, onde a indústria também encontrou seu lugar de venda. É possível apostar no e-commerce D2C como estratégia para expansão de vendas na indústria, encontrando nichos de mercado e indo ao encontro do consumidor. Se ainda não é cliente Bling faça um teste grátis e tenha em mãos uma ferramenta que é aliada na integração do seu negócio, seja em lojas físicas ou virtuais, é preciso estar integrado para se aproximar sempre mais das vendas e criar conexões diretas com o consumidor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + dois =