A luta do e-commerce B2B – Abcomm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico
Carregando...
MERCADO DIGITAL

A luta do e-commerce B2B

A luta do e-commerce B2B

A luta do e-commerce B2B continua centrada em como fazer a transição harmoniosa dos clientes para uma nova maneira de trabalhar.

Com isso queremos dizer colocar seus clientes B2B on-line. Embora ainda seja um desafio, os clientes B2B estão compreendendo melhor a importância do digital.

Nos negócios de e-commerce B2B, a primeira coisa é escolher a plataforma certa, onde se pode esperar altas perspectivas de negócios.

Em uma recente pesquisa independente sobre tendências de compradores B2B, a Sapio Research perguntou a mais de 1.200 empresas B2B em todo o mundo sobre suas preferências de compra atuais.

A pesquisa revelou que o e-commerce é o método de compra mais popular entre os compradores B2B. 50% das empresas pesquisadas usam regularmente plataformas de e-commerce para fazer pedidos (contra 28% em 2019).

Isso coloca o comércio eletrônico à frente do e-mail (45%), telefonemas (36%) e representantes de vendas (29%).

Mesmo antes da pandemia, vimos uma mudança nas expectativas do comprador B2B moderno.

Agora, mais do que nunca, eles esperam experiências de compra mais rápidas e fáceis – do tipo que têm no mundo do consumidor.

Isso pressiona os varejistas B2B a oferecer uma experiência avançada no estilo B2C.

Junte isso com a crescente oportunidade financeira, e você pode se perguntar o que está impedindo as empresas B2B tradicionais de embarcar em sua jornada de transformação digital.

Primeiro, porém, é preciso superar alguns desafios comuns de comércio eletrônico B2B.

Com uma boa estratégia digital, participação do pessoal de vendas e a plataforma certa de comércio eletrônico, fabricantes e distribuidores podem superar suas dificuldades e crescer com o e-commerce.

Bora para as estratégias? 😉

Estimule as compras on-line com descontos especiais na loja virtual

Oferecer descontos exclusivos no e-commerce é uma ótima maneira de incentivar seus clientes a experimentar sua nova loja virtual.

Atraia-os com frete grátis ou um código promocional. Você pode até ser criativo e montar uma caça ao tesouro em sua loja virtual com desconto para todos que participarem.

Os relacionamentos B2B são pessoais

Você provavelmente não tem um gerente de contas para ser o elo de ligação entre você e sua loja de departamentos favorita.

Mas, os relacionamentos B2B geralmente são personalizados, e dessa maneira se desenvolveram ao longo do tempo.

Estabeleça as bases estratégicas

Além das empresas que estão nos estágios iniciais de sua jornada, a principal razão pela qual as empresas falham no comércio digital é porque não o tornaram uma prioridade estratégica dentro de sua organização.

Tenha em mente que o comércio eletrônico não é algo que você apenas experimenta, é um investimento em seu sucesso futuro. Quando as empresas não olham para o comércio eletrônico como uma iniciativa estratégica e não se concentram em fazer com que sua liderança e outras partes interessadas invistam, se envolvam e estejam na mesma página, não vai funcionar.

Envolva sua organização de vendas

A adoção bem-sucedida de uma iniciativa de e-commerce exigirá algumas mudanças no gerenciamento em toda a sua organização.

Você precisa especialmente de sua equipe de vendas para apoiar isso.

Em suma, construir uma base de e-commerce dentro do seu negócio é fundamental.

Tem que funcionar.

 

Conteúdo desenvolvido por Josele Delazeri – CCEO da Get Commerce, melhor plataforma de e-commerce do Brasil, e diretora ABComm.

6 comentários
Deixe uma resposta para Genicleide prado Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − quatro =